Novo concurso TRT-BA previsto para 2019

Expectativa é de 432 vagas de nível médio e superior

Postado em 19/12/2018                         

Um novo concurso TRT-BA (Tribunal Regional do Trabalho da Bahia) está previsto para 2019 com vagas para nível médio e superior. A expectativa era que o certame ocorresse neste ano, mas ficou inviabilizado quando o órgão divulgou o orçamento de 2018.

Espera-se que o edital seja divulgado com a oferta de 432 vagas para técnicos e analista judiciários. Do total de vagas, 112 são para técnico, 196 para analista na área judiciária, 42 para oficial e 82 para analista na área administrativa.

No parecer feito pela Comissão de Concurso, bem como no estudo de viabilidade orçamentária e financeira construído pela Diretoria-Geral e Secretaria de Orçamento e Finanças do tribunal, ficou comprovado que a realização da seleção comprometeria o exercício administrativo de 2019 devido o aumento das despesas.

O último concurso foi em 2013 e o prazo de validade expirou em abril deste ano, de forma que novas contratações só poderão ser feitas mediante a abertura de outro certame. Em janeiro deste ano, foi instituída a comissão responsável pelos preparativos da seleção que visa o provimento de cargos no tribunal.

O projeto do concurso é composto de importantes informações sobre o edital, como quais critérios utilizar para a escolha da banca, o período de inscrições, quais as taxas a serem cobradas, composição das provas, conteúdos solicitados, entre outros.

REMUNERAÇÕES E BENEFÍCIOS

Os aprovados no concurso contarão com um ótimo salário, além dos benefícios. Com a sanção da Lei nº 13.317 em junho de 2017, o salário-base e a Gratificação de Atividade Judiciária (GAJ) serão reajustados.

A mudança trará aumento na remunerações de Analista Judiciário, áreas Judiciária e Administrativa, além de outras especialidades, podendo chegar a R$ 11.007. Dentre os benefícios, estão previstos o auxílio-alimentação, saúde e natalidade. Somando todos os valores, o salário final pode chegar a R$ 14 mil.

No caso do cargo de nível médio, o reajuste fará o salário-base subir para R$ 6.709, que com os acréscimos salta para R$ 7.893.

ATRIBUIÇÕES DE CADA CARGO

– Técnico Judiciário (área Administrativa): prestar apoio técnico e administrativo pertinente às atribuições das unidades organizacionais; executar tarefas de apoio à atividade judiciária; arquivar documentos; efetuar tarefas relacionadas à movimentação e à guarda de processos e documentos; atender ao público interno e externo; classificar e autuar processos; realizar estudos, pesquisas e rotinas administrativas; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

– Técnico Judiciário (área Apoio Especializado – Especialidade Tecnologia da Informação): executar atividades relacionadas ao desenvolvimento, teste, codificação, manutenção e documentação de programas e sistemas de informática; prestar suporte técnico e treinamento a usuários; elaborar páginas para internet e intranet; identificar as necessidades de produção, alteração e otimização de sistemas; executar tarefas de operação, instalação e manutenção de equipamentos de informática; efetuar os procedimentos de cópia, transferência, armazenamento e recuperação de arquivos de dados; elaborar pareceres técnicos; entre outras funções.

– Analista Judiciário (área Judiciária): analisar petições e processos, confeccionar minutas de votos, emitir informações e pareceres; proceder a estudos e pesquisas na legislação, na jurisprudência e na doutrina pertinente para fundamentar a análise de processo e emissão de parecer; fornecer suporte técnico e administrativo aos magistrados, órgãos julgadores e unidades do Tribunal; inserir, atualizar e consultar informações em base de dados; verificar prazos processuais; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

– Analista Judiciário (área Administrativa): realizar tarefas relacionadas à administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros, de desenvolvimento organizacional, licitações e contratos, contadoria e auditoria; emitir informações e pareceres; elaborar, analisar e interpretar dados e demonstrativos; elaborar, implementar, acompanhar e avaliar projetos pertinentes à área de atuação; elaborar e aplicar instrumentos de acompanhamento, avaliação, pesquisa, controle e divulgação referentes aos projetos desenvolvidos; atender ao público interno e externo; redigir, digitar e conferir expedientes diversos e executar outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade.

ÚLTIMO CONCURSO

Realizado em 2013 pela Fundação Carlos Chagas (FCC), com vagas de nível médio e superior nos cargos de técnico e analista. À época, os inscritos passaram por provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Específicos. Nessa edição, as remunerações dos aprovados variavam entre R$ 4.635,03 e R$ 9.188,20.

Os candidatos que optaram por realizar a prova de analista judiciário, responderam a 20 questões das disciplinas gerais e 40 das específicas. Já os que escolheram pelo exame de técnico, foram avaliados por meio de 30 tópicos de conteúdo geral e 30 de específicos.

                                     

Últimas Publicações

Postado em 10/01/2019

Pedido de concurso INSS é reaberto

O concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro … Continue lendo...

Postado em 14/01/2019

SLU DF tem edital publicado com 150 vagas

A edição do Diário Oficial do Distrito … Continue lendo...

Postado em 27/12/2018

Concurso Alego: inscrições terminam hoje

As inscrições do concurso Alego (Assembleia Legislativa … Continue lendo...

Cadastre-se

Fique por dentro de todas as novidades dos concursos públicos

Saiba mais sobre o IMP Online

Livros e E-Books

Tenha acesso a todo tipo de material relacionado com sua área de interesse

Conheça

Cursos Online

Clique e conheça os nossos cursos: por concurso, matéria, professor, etc.

Conheça
Imp Online