Pedido de concurso INSS é reaberto

Expectativa é que o certame seja autorizado no 1º semestre de 2018

Postado em 10/01/2019                         

O concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) teve o pedido reaberto pelo Ministério da Economia com a expectativa de 7.888 vagas. Ao final do ano passado, a pasta negou a parte da solicitação que abordava a convocação dos excedentes.

Com a reabertura, o pedido avançou e chegou à Assessoria Parlamentar. A movimentação reforça a expectativa de que a seleção seja autorizada no primeiro semestre de 2019.

O certame é um dos mais aguardados pelos concursandos que sonham com uma vaga no serviço público e, entre os previstos para este ano, é um dos mais urgentes de autorização. Essa necessidade se dá ao fato do alto número de cargos vagos no instituto, de forma que os serviços prestados à população têm sido afetados.

Para agilizar o processo de liberação do novo concurso, a Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps) tem recorrido Tribunal de Contas da União (TCU).

RELEMBRE

A solicitação foi enviada ao Ministério do Planejamento em 2018 com a previsão de 10.468 vagas para suprir a falta existente no quadro de pessoal do órgão. Deste total, 2.580 eram para convocação dos aprovados no último certame, expirado em agosto do ano passado.

O pedido visa os cargos de Técnico, Analista e Perito. A distribuição seria feita da seguinte maneira:

Segundo a Fenasps, o órgão possui uma defasagem muito grande no quadro de pessoal e precisa repor, de fato, 16 mil vagas. A situação tende a se agravar ainda mais, já que tem crescido o número de servidores com possibilidade de aposentadoria.

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO

Em agosto de 2018, o Planejamento posicionou-se quanto às etapas necessárias para que o novo concurso INSS seja liberado. As informações constam em um ofício divulgado em 23 de agosto, onde a pasta esclarece quais critérios são utilizados na análise para concessão do aval da seleção.

O documento é a resposta do Planejamento à Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), que constantemente tem solicitado urgência quanto à contratação de outros servidores para o INSS. O pedido em estudo pelo Planejamento é para 7.888 vagas de nível médio e superior.

Conforme prevê o texto, o levantamento da viabilidade de uma seleção é feito com base em pontos variáveis, como a demanda atual e futura do órgão solicitante. No caso do INSS, trata-se de um aspecto grave, já que existe um déficit de 16 mil servidores, incluindo as aposentadorias previstas. Além desse, o Planejamento também enumera quais são os aspectos avaliados para a liberação:

  1. Necessidade do órgão demandante, em vista a de outros;
  2. Previsão orçamentária e financeira da Administração;
  3. Conveniência e oportunidade do atendimento da demanda.

Seguindo esses passos, o processo seletivo simplificado do INSS tem a chance de sair na frente em dois pontos, pois a demanda é maior se comparada com a de outras instituições.

Dados do Painel Estatístico de Pessoal retirados do Planejamento reforçam a informação e apontam que, seguido do Ministério da Saúde, o INSS é órgão que mais perdeu servidores em 2018.

O critério de conveniência e oportunidade do atendimento da demanda está ligado à crescente ausência de recurso humano nas agências previdenciárias espalhadas pelo Brasil.

De todas, agora resta apenas a previsão orçamentária e financeira, que requer do governo a priorização da necessidade do INSS no Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa) de 2019.

REQUISITOS E REMUNERAÇÕES

O cargo de Técnico do Seguro Social exige nível médio e oferece remuneração inicial de R$ 5.344,87, incluindo o auxílio-alimentação de R$ 458.

A carreira de Analista cobra que os candidatos tenham nível superior concluído com possibilidade de formação em várias áreas, como serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras. O valor recebido pelos aprovados será de R$ 7.954,09, já com o benefício.

Para Perito, é necessário possuir diploma de graduação em medicina, além de registro no conselho regional da categoria. Neste caso, o salário é de R$ 8.988,41 contado com o auxílio.

PREPARAÇÃO

Para fazer bonito no dia da prova e ter certeza de um bom desempenho, prepare-se com o curso online do IMPe estude quando e onde quiser. Confira:

INSS – Instituto Nacional do Seguro Social

 

 

                                     

Últimas Publicações

Postado em 12/06/2019

EDITAL PRÓXIMO! IBGE contrata banca organizadora

Instituto AOCP é escolhido para a realização … Continue lendo...

Postado em 12/06/2019

TRF4: Nova retificação no Edital

Novos conteúdos para técnicos e analistas No … Continue lendo...

Cadastre-se

Fique por dentro de todas as novidades dos concursos públicos

Saiba mais sobre o IMP Online

Livros e E-Books

Tenha acesso a todo tipo de material relacionado com sua área de interesse

Conheça

Cursos Online

Clique e conheça os nossos cursos: consultorias, cursos completos, cursos por matéria, etc.

Conheça
Imp Online