REDAÇÃO PARA CONCURSOS NÃO É UM BICHO DE SETE CABEÇAS.

Postado em 06/07/2020                         

Com uma boa leitura sobre o contexto atual,  domínio da língua portuguesa e algumas técnicas, é possível enfrentar o desafio!

A prova de redação de um concurso é um dos grandes desafios para qualquer candidato a um cargo público. Sua nota é primordial e muitas vezes tem caráter classificatório ou eliminatório, o que quer dizer que é decisiva para a aprovação final. No geral, a redação para concursos exige a produção de um texto dissertativo argumentativo, que é aquela modalidade onde o autor tem a intenção de convencer e persuadir o leitor por meio de conhecimentos plausíveis, além do ponto de vista do autor.

Dominar a língua portuguesa, a estrutura dissertativa, estar bem informado sobre a atualidade, saber expor as ideias, entre outros cuidados, são alguns dos pontos que não podem faltar durante a preparação. Embora pareça algo de outro mundo, e muitas vezes complexo, a redação requer alguns comportamentos básicos. Mas não há uma fórmula mágica para uma redação nota dez, o que existe são técnicas que podem ajudar na hora de escrever. Não precisa usar termos rebuscados, alem disso o mais importante é escrever de forma coerente e ordenada, garantindo que o examinador da banca possa fazer uma leitura fluída do seu texto.

• Quer melhorar a sua redação? Clique aqui!

Batemos um papo com a nossa especialista em redação, a professora Vânia Araújo, para esclarecer um pouco mais sobre as dúvidas mais comuns, dos concursandos, sobre as provas de redação para concursos. E ela adianta: 

“O treino da escrita no cotidiano faz com que a pessoa tenha maior desenvoltura em relação a qualquer assunto abordado e maior domínio das estruturas gramaticais adequadas para a transmissão clara e concisa das ideias – isso é o que aporta maior fluidez e eficácia à sua redação.  Ademais, mesmo que o tema aborde um conteúdo específico – das áreas de direito administrativo, direito penal, processual penal ou qualquer outra – o candidato só conseguirá manifestar-se com propriedade sobre o assunto se puder fazer a sua devida contextualização, a qual depende, sobretudo, da sua vivência e das diversas leituras que fizer de livros e apostilas e, até mesmo, do mundo”, explica.

Confere aí o que ela contou para a gente:

Qual a importância da redação para que o candidato alcance a aprovação em um concurso?

Como as instituições públicas buscam um servidor articulado, capaz de pensar de modo organizado e de agir de maneira proativa, a prova de redação é o meio utilizado pelas bancas para selecionar os candidatos mais aptos. É por isso que a Banca Cespe/Cebraspe, por exemplo, atribui uma pontuação alta para a redação, que em muitos certames pode valer até um terço da totalidade da nota da prova. Isso significa que a redação tem sido o grande diferencial para a aprovação segura nos certames.

Qual a melhor forma de estudar para redação?

Existe alguma estrutura eficaz na hora de fazer uma redação para concurso?

Regra geral, a tipologia mais cobrada em provas de concursos é a dissertativo-argumentativa, que tem uma estrutura padrão bastante conhecida.  Então, elaborar a redação com base nessa estrutura já é um grande acerto. Além disso, ele precisa ficar atento ao uso dos conectores, à sintaxe e às corretas relações semânticas entre as palavras, já que isso funciona muito bem como estratégia argumentativa.

• Quer melhorar a sua redação? Clique aqui!

Cinco qualidades que não podem faltar para uma boa redação de concursos.

Cinco grandes erros cometidos pelos candidatos para redação.

“Enfim, não existe uma fórmula mágica, não existem esquemas milagrosos, pois, se assim fosse, todos seríamos concursados e doutorados neste País. Não acredite em falsas promessas de sucesso rápido ou de macetes. Não queira entrar no serviço público pela porta dos fundos, tentando enganar o examinador. Ou seja, estude, prepare-se, cultive o saber. Lembre-se de que não adianta tentar passar sem ter conhecimento, pois no dia a dia do trabalho que irá desenvolver (depois de aprovado no concurso) essa falta de conhecimento será cobrada de modo doloroso e, às vezes, até humilhante”, ressalta.

E continua. “Então, fuja daquela velha máxima de que “em terra de cego quem tem um olho é rei”, pois ela nos nivela por baixo. Esforce-se ao máximo para ser o melhor. Quem se prepara como deve não teme nenhum examinador (mesmo o do CESPE hehe). Ao contrário, aceita de bom grado os desafios, pois sabe que eles serão o grande diferencial para a sua aprovação”, finaliza.

• Quer melhorar a sua redação? Clique aqui!

                                     

Últimas Publicações

Postado em 21/08/2020

PF: concurso AUTORIZADO! Bolsonaro anuncia em live.

O concurso para Polícia Federal (PF) foi … Continue lendo...

Postado em 06/07/2020

Postado em 22/06/2020

AGEPEN RR: edital publicado com 423 vagas!

Hoje, 22/06. foi publicado no Diário Oficial … Continue lendo...

Cadastre-se

Fique por dentro de todas as novidades dos concursos públicos

Saiba mais sobre o IMP Online

Livros e E-Books

Tenha acesso a todo tipo de material relacionado com sua área de interesse

Conheça

Cursos Online

Clique e conheça os nossos cursos: consultorias, cursos completos, cursos por matéria, etc.

Conheça
Imp Online